5 passos para comprar e investir em bitcoin na prática

O processo de compra de bitcoins em si é bem simples e sem muitos segredos. Entretanto, para isso, é fundamental saber negociar o ativo com segurança e fazer o investimento valer a pena. Logo, é preciso levar em conta que o ativo é uma moeda descentralizada e independente de instituições bancárias ou de governos.

Sendo assim, as transações e negociações que envolvem o Bitcoin (BTC) são feitas em uma plataforma própria, através de uma tecnologia chamada peer-to-peer. Muitas pessoas acham que, em razão da criptomoeda deter cotações tão altas, precisa desse valor para começar a investir nela.

No entanto, isso não é necessário. Para começar os investimentos em Bitcoin, via de regra, o valor mínimo de uma compra é de R$ 50, mas isso depende de cada corretora.

Pensando nisso, confira um passo a passo completo de como comprar bitcoin:

Leia Também

1 – Estude sobre a moeda

Em suma, com a evidência do mercado de Bitcoin nos últimos tempos, muito provavelmente, o investidor já deve ter ouvido falar sobre o medo de fraudes, roubos ou insegurança em relação à criptomoeda . Sendo assim, para que isso não ocorra, é importante estudar.

Desse modo, os estudos devem conter informações sobre os mercados, suas funcionalidades, aplicações, utilidades, riscos, taxas, estratégias e benefícios. Portanto, quanto maior o conhecimento sobre a moeda, maior as chances dela valorizar e render o dinheiro.

2 – Escolha uma boa corretora

A propósito, para comprar e vender ativos digitais no mercado, é necessário saber a importância das exchanges, ou seja, corretoras que realizam investimentos com este tipo de ativo. Logo, a instituição torna possível as operações com criptomoedas, bem como compra e venda de Bitcoin por meio de sua plataforma.

Leia Também

3 – Deposite o dinheiro na conta da corretora

Com uma boa corretora para auxiliar o investidor, ele já pode começar a fazer uma série de investimentos em bitcoins. Contudo, antes disso, é preciso depositar na carteira digital da instituição. Vale destacar que as corretoras oferecem contas em vários bancos, para assim, o investidor realizar a transferência do seu dinheiro diretamente para a plataforma.

4 – Fazer as transações

Os custos para iniciar a operação de compra com o bitcoin costumam deter valores bem inferiores aos realizados no mercado financeiro tradicional. Isto é, a pessoa pode economizar com essa maneira de operação. Logo, fazendo com que seu capital tenha maior rentabilidade.

5 – Analisar as transações

No momento da compra da criptomoeda, se o interesse do investidor é o longo prazo, a estratégia mais adequada é comprar aos poucos e com regularidade. Nesse sentido, ocorre a diminuição do impacto da variação dos preços na carteira de investimentos.

Saiba mais em 1Bilhão , parceiro do iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários