Em razão da crise que a Bolsa de Valores brasileira (B3) vem enfrentando e as incertezas econômicas do país, empresas seguem interessadas em programas de recompra de ações.

Portanto, este é o terceiro mês do ano sem respiro, somando 73 empresas dentro do programa de recompra de ações da Bolsa de Valores. Sendo que, neste trimestre, foram 32 novas companhias interessadas.

O cenário pouco animador do mercado segue acompanhando o Ibovespa em pior desempenho, com uma desvalorização de 6,57% em setembro. Além disso, existem incertezas no âmbito da política, as quais atrapalham as perspectivas econômicas.

Leia Também

Sendo assim, descubra o que é uma recompra de ações, para que serve e porque as empresas estão fazendo muitas nesses últimos tempos.

O que são recompra de ações?

Em suma, a recompra de ações é um método em que as empresas de capital aberto com caixa à disposição fazem para oferecer recursos aos acionistas. Sendo assim, a companhia pode vender ou custodiá-las em sua tesouraria.

Desse modo, aplicando este método a companhia diminui a quantidade de ações em circulação. Com isso, ampliando a participação dos acionistas na distribuição de proventos.

Logo, a recompra de ações pode acontecer em um momento irracional de queda na Bolsa. Ou até mesmo, em um cenário de que a companhia é contra o preço em que o mercado está avaliando suas ações.

Confira a reportagem completa aqui

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários