Ações ou fundos de ações? Decubra em qual desses ativos investir
Sophia Bernardes
Ações ou fundos de ações? Decubra em qual desses ativos investir

Com o passar do tempo, a procura por renda variável ultrapassou o interesse por investimentos de renda fixa, principalmente, em virtude da busca por maiores lucros.

Contudo, muitos investidores se deparam com a indecisão entre duas modalidades desta aplicação : investir diretamente em ações ou em fundos de ações?

Vale destacar que, antes de decidir qual é a melhor opção, é fundamental entender a importância em diversificar a carteira de investimentos. Além disso, ao aplicar em renda variável, o investidor se submete a riscos significativos.

A propósito, cada uma das opções se diferem, entre o objetivo e o perfil do investidor. Sendo assim, os fundos de ações, geralmente, acabam sendo recomendados aos iniciantes no mercado financeiro. Já as ações, são indicadas aos investidores que já possuem familiaridade e experiência.

Leia Também

Investimentos em ações

Em suma, os investimentos em ações acabam sendo indicados aos investidores arrojados, aqueles que estão mais dispostos a correr riscos e possuem experiência no mercado financeiro.

Desse modo, ao negociar as ações, a pessoa obtém total liberdade para escolher os ativos de sua preferência. Além de comprar e vender os papéis da maneira que quiser, sem pagar taxas de performance ou administração.

Em contrapartida, o investidor tem chance de ir do céu ao inferno em um curto intervalo de tempo, ou vice-versa. Logo, ele pode obter uma rentabilidade elevada ou atingir enormes prejuízos.

Saiba mais em 1Bilhão , parceiro do iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários