A alta dos preços alcançou patamares recordes nos últimos tempos. Totalizando 8,99% ao ano, a inflação (medida pelo índice IPCA ) pode ser muito danosa para alguns investimentos.

Isso porque, quanto mais o índice aumenta, menos valor o real brasileiro tem. Então, os rendimentos acabam diminuindo consequentemente, podendo chegar a um ganho de quase nada.

Entretanto, com uma boa estratégia, é possível se proteger destas consequências. Portanto, veja 5 investimentos que têm seus rendimentos atrelados a alta da inflação e podem proteger a carteira de qualquer investidor:

1 – Tesouro IPCA

Este investimento consiste em títulos emitidos pelo governo. Criado como uma forma de substituir a poupança, o Tesouro Direto IPCA se classifica como um investimento de renda fixa, devido a sua baixa volatilidade. Além disso, esse tipo de aplicação costuma ser indicado para longo prazo.

Você viu?

Seu rendimento consiste no IPCA , ou seja, a inflação atual, junto com uma porcentagem de rentabilidade. Por exemplo, o título com vencimento para 2026 (5 anos), tem o rendimento calculado com base no IPCA do período + 4,36%.

2 – CDB do Banco Pan

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) também é um investimento de renda fixa. Com baixa volatilidade, esse tipo de aplicação serve como um empréstimo de seus recursos para uma instituição financeira realizar projetos.

Dessa forma, o Banco Pan (BPAM4) oferece um tipo de CDB que rende junto com o IPCA do período. Neste momento, o investimento rende 11,88% ao ano. No entanto, caso a inflação suba, o rendimento também acompanha a alta.

3 – Fundos de Renda Fixa

Os fundos nada mais são do que investimentos onde várias pessoas depositam algum dinheiro, no qual um determinado gestor movimenta o valor adquirido por todos de forma conjunta.

Veja a lista completa e saiba mais em 1Bilhão , parceiro do iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários