Tamanho do texto

Transformação de vagões com 30 anos de uso em modelos com cara de novos leva em média três meses. Acompanhe no infográfico

O Brasil vive um período de retomada dos grandes investimentos no transporte ferroviário. Somados os planos do Governo Federal, de estados e municípios , a conta passa dos R$ 100 bilhões , nos próximos quatro anos.

São Paulo é a metrópole do país que mais investe no transporte ferroviário. Não à toa. É também a de trânsito mais caótico. O plano atual prevê R$ 27 bilhões até 2014. É um dinheiro que será usado na expansão do número de linhas e na modernização de outras.

O programa inclui também reformas, como a que está sendo feita em 26 trens da linha Azul do metrô, na fábrica da Bombardier, em Hortolândia – outras companhias, como a Alstom, Siemens e CAF também são fornecedoras de trens para outras linhas.

Descubra no infográfico exclusivo do iG passo a passo como é o processo que transforma trens com cerca de 30 anos em modelos com cara de novos.