Após passar por reformulação, Kaiser é relançada pela multinacional holandesa e terá nova campanha, em que as mulheres aparecem como consumidoras

Vestidas: Kaiser mostra, em novo comercial, mulheres como consumidoras de cerveja
Divulgação
Vestidas: Kaiser mostra, em novo comercial, mulheres como consumidoras de cerveja
A multinacional holandesa Heineken reformulou a marca Kaiser no Brasil, onde a cerveja passou a ser produzida neste ano com padrões mais rígidos de qualidade. O produto começa chegar nesta semana, de cara nova, aos bares e supermercados de todo o País, com uma campanha que também se diferencia dos típicos comerciais de cerveja brasileiros, que costumam apelar para mulheres sexies, em poses provocantes.

Leia também: Cerveja de "Os Simpsons" chega ao Brasil com apelo premium

A Kaiser foi adquirida pela Heneiken em maio de 2010, quando a multinacional holandesa comprou, no Brasil, a divisão de cerveja do Grupo FEMSA, engarrafadora da Coca-Cola.

A cervejaria holandesa decidiu excluir as tais mulheres provocantes dos comerciais da Kaiser, que está voltada para as classes B e C. Nas novas propagandas, as mulheres aparecem de roupa, bebendo em um bar ao lado de amigos.

Em setembro, a fabricante de lingeries Hope foi acusada pela Secretaria de Proteção à Mulher de utilizar um tom machista em sua propaganda, estrelada pela top Gisele Bündchen .

O nome Kaiser também aparecerá pela primeira vez com a assinatura da Heineken, cuja marca é dirigida para as classes de alto poder aquisitivo no mercado brasileiro.

“Estamos quebrando um paradigma e diferenciando a Kaiser de seus concorrentes”, afirmou Mario D’Andrea, sócio e CCO da Fischer&Friends, agência responsável pela campanha. Segundo ele, a ênfase da nova comunicação da Kaiser segue a mesma linha adotada pela Heineken no mundo e que está no apreciador de cerveja, o “brewer” - seja ele homem ou mulher.

“A visão da mulher apenas como coadjuvante nos comerciais de cerveja, e não como consumidora, é ultrapassada”, afirma Vanessa Brandão, gerente de marketing da Kaiser.

Heineken reformula Kaiser no Brasil
Divulgação
Heineken reformula Kaiser no Brasil
Controle mais rígido de qualidade

Além da mudança na forma de se comunicar, a Kaiser também passou por uma melhoria do seu processo produtivo. Embora a fórmula da cerveja não tenha sido alterada, segundo a Heineken, a marca passou a ser feita com matérias-primas de melhor qualidade, o que deve fazer diferença no sabor percebido pelos consumidores. O produto também passou a ser submetido a 850 procedimentos de análise, o que não era feito antes.

A Heineken não revela a participação de suas marcas no mercado brasileiro de cervejas, onde a Kaiser é o seu carro-chefe. Hoje, a multinacional detém 8,7% das vendas no País, atrás da AmBev, que controla cerca de 70% do mercado, e da Schincariol, recém-adquirida pelo grupo japonês Kirin. A Heineken era uma das fortes candidatas a comprar a cervejaria brasileira, mas desistiu do negócio.

No passado, a Kaiser já chegou a ter 15% de participação de mercado. A marca ainda é forte em algumas cidades, como Manaus.

Além da Kaiser, o grupo é dono das marcas Bavaria, Sol, Xingu e Santa Cerva. Internacionalmente, a Heineken também controla as marcas Dos Equis, do México, Amstel Pulse, da Holanda, Birra Moretti, da Itália, Edelweiss, da Áustria, Murphy’s Irish Stout e Murphy’s Irish Red, ambas da Irlanda.

Hoje, a Kaiser já está entre as 10 principais marcas da Heineken no mundo e, segundo Nuno Teles, vice-presidente da multinacional no Brasil, as vendas do produto devem crescer 4% este ano, acima do mercado brasileiro como um todo. O consumo brasileiro de cervejas deverá cair 1% em 2011, após ter crescido 12% em 2010, ano de Copa de Mundo.

“Para 2012, prevemos um crescimento do mercado brasileiro de cerveja 5%. Mas nosso objetivo é crescer acima do mercado”, disse Nunes. O grupo Heineken deverá fechar o ano de 2011 com um aumento nas vendas de 7% no Brasil, o que reflete a estratégia mais agressiva de marketing adotada pela multinacional holandesa, que patrocinou eventos como o Rock in Rio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.