Conheça 15 dicas de ouro para quem quer chegar ao topo, reveladas na pesquisa com executivos de marketing. Servem para todas áreas

Conhecimento técnico é fundamental para qualquer profissional em todas as áreas de atuação, mas o que diferencia quem chega ao topo da carreira são justamente conceitos como garra, criatividade, ousadia e senso de oportunidade. Essa é uma das conclusões da pesquisa feita pelo Profissional de Marketing com executivos dessa área de atuação sobre quais são os principais caminhos que guiaram esses profissionais para o topo da carreira.

Leia:  Veja estagiários que se tornaram presidentes

O iG coletou dados desse levantamento e lista quais são aqueles que podem ser usados para auxiliar profissionais de todas as áreas.

Dicas de ouro - Os entrevistados pela pesquisa são profissionais de marketing que chegaram ao topo da carreira. Além dos dados sobre formação e atributos que os levaram ao sucesso, eles deram orientações para quem está começando e que valem para qualquer outras áreas de atuação. Vejas as 15 principais dicas de ouro desses profissionais:

1. Seja ousado e inovador.

2. Tenha foco no consumidor.

3. Seja antenado e com visão abrangente do mercado.

4. Busque resultados.

5. Trabalhe bem em equipe.

6. Desenvolva técnicas de relacionamento.

7. Dedicação e trabalho duro.

8. Conheça o seu negócio em detalhes.

9. Mantenha-se atualizado, estude.

10. Seja sempre um estrategista.

11. Aprimore suas técnicas.

12. Entenda a cultura de sua empresa.

13. Avalie seu trabalho com boas métricas.

14. Seja ético.

15. Utilize a intuição

Jovens e ousados - Os profisisonais de marketing ouvidos pela pesquisa mostram que a maioria (quase 70%) chegou ao topo da carreira em menos de dez anos de trabalho, um grupo de 26,6% tem uma trajetória de 11 a 15 anos, e apenas 13,3% demoraram mais de 15 anos para fazer esse caminho.

Outra parcela significativa, de 54%, está no cargo há menos de dois anos, e 60,5% têm menos de 40 anos. A maioria é formada em administração, marketing e publicidade, seguidos de engenheiros e economistas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.