Evite ter conversas sem reunir provas de sua colaboração nos últimos meses; antes de fazer o pedido, recolha informações e analise a situação da empresa

Brasil Econômico

Primeiramente, o seu pedido de aumento salarial não pode ser um choque total para o seu gerente
boonchoke/shutterstock
Primeiramente, o seu pedido de aumento salarial não pode ser um choque total para o seu gerente

A maioria dos brasileiros está insatisfeita com seu trabalho atual . Segundo pesquisa divulgada em dezembro pelo Instituto Locomotiva e pelo Grupo LTM, 56% dos trabalhadores desejam mudar de emprego. Entre os motivos mais apontados para uma mudança, estão a busca por reconhecimento por parte das empresas e um aumento salarial, quando os rendimentos são considerados inferiores à media de cargos semelhantes.

Leia também: Quer se dar bem no mercado de trabalho? Veja as melhores carreiras para 2018

Em muitos casos, a melhor opção é tentar melhorar a situação na empresa em que você já trabalha, evitando o risco de ficar desempregado e se mantendo em um ambiente conhecido. No entanto, antes de pedir um aumento salarial , é necessário realizar uma rápida análise. De acordo com o site  Business Insider , o ideal é fazer algumas perguntas para si mesmo. A partir dessas respostas, ficará mais fácil argumentar por um aumento. Confira:

Já conversei com meu chefe sobre dinheiro antes?

Seu pedido não pode ser um choque total para quem precisa autorizar seu aumento. Por isso, é ideal que, antes de fazer a proposta de um novo salário, você tenha conversado abertamente com seu chefe sobre dinheiro. O mesmo vale para promoções. Quando seu chefe está ciente do seu interesse, você poderá uma ajuda extra para conseguir o aumento ou a promoção.

Este é o momento certo para pedir um aumento?

Analise o contexto financeiro da companhia. Caso tenha informações sobre a revisão anual da empresa, peça o aumento entre três ou quatro meses antes, quando os orçamentos ainda não estão definidos. Além disso, observe se a empresa não está passando por um momento de demissões ou rompimento com clientes. Se esses itens não sejam identificados, talvez seja uma boa hora para falar sobre o assunto.

Leia também: O que é essencial para exercer uma boa liderança? Confira estas sete dicas

Há quanto tempo estou neste trabalho?

Se a resposta é menos de um ano, talvez não seja uma boa hora para  pedir aumento salarial . No entanto, existem exceções, como a mudança drástica no seu trabalho nesse período ou o aumento de suas responsabilidades muito além daquilo que foi previsto durante o processo de contratação.

Tenho provas definitivas de que mereço um salário melhor?

Coloque no papel, em números, a sua contribuição para a empresa, como os retornos positivos que vieram por sua iniciativa. Assim, durante sua reunião, você poderá apontar de forma analítica como sua dedicação e esforço foram positivos para a companhia. Desta forma, a conversa ficará menos subjetiva e você será capaz de mostrar por que realmente merece o aumento.

Leia também: Conheça 7 cursos gratuitos para você voltar ao mercado de trabalho em 2018

O que mais posso negociar se não conseguir o aumento que quero?

Se a resposta da empresa para seu pedido de aumento salarial for negativa, há outros tipos de compensações que você pode negociar , como bônus, férias, folgas e horário de expediente, por exemplo. Acordos relacionados a esses benefícios podem ajudar a retribuir os resultados que você ajudar a conquistar no seu tempo de empresa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.