Ser impulsivo ao abrir uma empresa é uma atitude prejudicial, pois vai levar o empreendedor a ter ações desordenadas que dificultarão sucesso do negócio

Brasil Econômico

É importante que o empreendedor iniciante invista em marketing para ter sucesso em seu negócio
shutterstock
É importante que o empreendedor iniciante invista em marketing para ter sucesso em seu negócio

Hoje em dia, muitas pessoas pensam ter seu próprio negócio. Muitas delas, no entanto, encontram dificuldades para executar o projeto, principalmente no que diz respeito ao planejamento e aos gastos.

Leia também: Saiba como melhor o atendimento da sua empresa

Pensando em ajudar estes possíveis empreendedores, Fernando Bottura, diretor executivo da Gowork, empresa especializada em escritórios compartilhados, detalhou os caminhos ideais para que um negócio seja criada da maneira adequada. Confira:

1) Seja visto

Na hora de procurar clientes, invista na ampliação de suas redes de relacionamento. Se estiver em um coworking, tente se relacionar com os parceiros ou buscar associações. Também é primordial investir em marketing, como um site ou ferramentas de captação de clientes de baixo custo e com retorna certos.

2) Planeje

Ser impulsivo ao abrir uma empresa é uma atitude prejudicial, pois vai levar o empreendedor a ter ações desordenadas que dificultarão sucesso do negócio. Dessa forma, recomenda-se ter um plano de negócios estabelecido, público-alvo definido e estrutura necessária. É preciso saber o que se pretende e como chegar lá. Também é importante pesquisar como está o mercado em que pretende atuar, para ver em qual nicho de público se encaixará.

Leia também: Conheça 10 direitos fundamentais dos consumidores

3) Reduza com inteligência

Procurar alternativas aos altos custos administrativos deve ser prioridade,  sendo os alugueis um dos mais altos do país. Saiba que custos como aluguel, recepcionista, material de escritório, energia e telefone eliminará grande parte de seus lucros. Assim é primordial reduzir esses ao máximo. Uma boa dica para quem está iniciando em uma área são os espaços de coworking, ou escritórios compartilhados, que permitem unificar todos esses gastos em um, muito menor que a soma de todos anteriores.

4) Saiba o aporte financeiro

Além do pagamento mensal do empreendedor, uma empresa tem outros custos de funcionamento. Dentre esses os principais são as taxas da junta comercial e da emissão do alvará, dentre outras que variam de acordo com a localidade e o ramo de atuação.

Leia também: Brasileiro afirma que cenário econômico atual está pior que o do ano passado

5) Regularize a empresa

É possível que os empreendedores, hoje em dia, consigam alinhar seu negócio dentro de diversos tipos de tributação como MEi, Eireli, Simples, Presumido ou Real. Sendo necessárias as análises com antecedência para que se tenha certeza da opção, diminuindo as chances de erros e pagando o menor valor possível de tributo.