Cliente de supermercado tem ataque de pânico após achar rato no meio das compras

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Jovem de 19 anos ajudava a mãe a descarregar compras quando encontrou o animal; caso ocorreu na Inglaterra

Roedor gigante foi encontrado em cesta de delivery de cliente da Tesco, na Inglaterra
Reprodução de Internet
Roedor gigante foi encontrado em cesta de delivery de cliente da Tesco, na Inglaterra

Uma jovem de 19 anos teve um ataque de pânico enquanto descarregava compras do serviço delivery da rede varejista britânica Tesco. Isso porque, acompanhando as compras, estava um rato gigante. O caso, reproduzido pelo "The Sun", ocorreu em Ongar, região do condado de Essex, no leste da Inglaterra.

Beckie Richardson caiu no chão e começou a passar mal, contou a mãe, Sue, que teve de ignorar a presença do roedor por um bom tempo para acudir a filha. "Estávamos retirando item por item, mas quando eu retirei um deles ouvi o grito e o tombo", disse ao jornal local Ongar Gazette.

Ainda de acordo com a mãe de Beckie, a jovem teve problemas de ataques como esse na infância, mas que já tinham sido superados. "Há muito tempo ela não tinha um ataque desses, mas desde então tem realizado consultas com psicólogos e psiquiatras", acrescentou.

Após acudir a filha, que teve de tomar comprimidos para se recuperar, Sue capturou o rato – recolhido por um funcionário da Tesco. A gigante de supermercados lamentou o caso, o qual considerou um episódio isolado, e entregou flores para a família Richardson. "Prezamos muito pela higiene de nossas lojas e veículos de entrega e, por conta disso, ficamos muito preocupados em ouvir sobre o erro na unidade em questão", disse um porta-voz da empresa à imprensa local.

Apesar do pedido de desculpas e do buquê de flores, Sue Richardson disse que irá boicotar a Tesco. "Eu comprei na Tesco por toda a minha vida, mas não mais. Já encomendei as minhas compras da semana com a Sainbury's [rede concorrente]".

Objetos e outros coisas estranhas encontradas em alimentos

Inglês só percebeu bolor no McMuffin após dar algumas mordidas no lanche. Foto: Reprodução/TwitterHomem encontrou larvas andando em sanduíche do McDonald's em Singapura.. Foto: Reprodução/TwitterFoto postada no perfil de Elis Silvestri, jornalista, mostra larva em prato que teria sido servido no Eataly de SP. Foto: Reprodução/InstagramQueijo provolone mofado era vendido em supemercado Extra. Foto: Divulgação/Polícia Civil de SP (08.04.2015)Consumidor achou uma barata em pizza e causa comoção na rede Domino's no Peru. Foto: Reprodução/BBC BrasilConsumidora que encontrou uma lagarta no sanduíche do McDonald's receberá indenização (fevereiro de 2015). Foto: DivulgaçãoCasal comprou leite moça, da Neslté, para fazer brigadeiro; embalagem tinha verme vivo. Foto: Reprodução/FacebookA jornalista Crislaine Coscarelli encontrou um pequeno flaconete – recipiente de plástico, que acompanha determinados medicamentos que necessitam ser solvidos em líquidos. Foto: Reprodução FacebookConsumidora de Alagoas encontrou larvas vivas em uma barra de chocolate Talento, da Garoto. Foto: Reprodução site Tenébrio MolitorRATO EM PIPOCA – Mãe e filho receberam R$ 10 mil em Minas Gerais por encontrar um rato morto em um pacote de pipoca doce. Foto: ThinkstockJustiça de Minas condenou engarrafadora da Coca-Cola a pagar multa de R$ 665.623,33 depois que consumidor encontrou algo parecido com um palito em uma embalagem plástica . Foto: ReproduçãoPerereca encontrada em refrigerante gerou indenização de R$ 5 mil. Foto: Trond LarsenConsumidor encontra corpo estranho que parece uma camisinha em chá . Foto: ReproduçãoCIGARRO EM REFRIGERANTE – Há cerca de um ano, uma mulher foi recompensada em R$ 8 mil por ter encontrado o objeto dentro de uma garrafa da bebida. Foto: ThinkstockPREGO EM CROISSANT – A rede de supermercados Zaffari foi condenada a indenizar um cliente em R$ 2 mil após ele encontrar um prego em seu croissant de calabresa. Foto: ThinkstockBARATA EM LANCHE – Em Fortaleza, o McDonald's foi condenado a pagar R$ 15 mil a uma mulher que encontrou pernas e asas de barata em seu cheeseburguer. Foto: ThinkstockVIDRO EM OVO DE PÁSCOA – A Nestlé foi condenada a indenizar em R$ 12 mil duas crianças que cortaram a boca ao ingerir o produto. Foto: ThinkstockUNHA EM BOLACHA – Uma consumidora venceu na Justiça paulista o direito a indenização por danos morais após encontrar um pedaço de unha no recheio de uma bolacha. Foto: ThinkstockMOSCA NO SALAME – A rede de supermercados Bistek foi obrigada a pagar R$ 20 mil a um homem que ofereceu fatias do produto contaminado pelo inseto a clientes de seu café. Foto: ThinkstockCARNE NA MARGARINA – Uma nutricionista processou uma marca de margarina após encontrar um pedaço de carne no produto, ao fazer uma receita. Foto: ThinkstockPAPEL DE BALA EM BEBIDA – Um homem recebeu R$ 6,6 mil da fabricante do guaraná Kuat após deparar-se com o objeto estranho em seu refrigerante. Foto: ThinkstockLARVAS EM BROA DE MILHO – Um supermercado paulista teve que pagar R$ 9,3 mil a uma cliente que ingeriu metade da criatura ao consumir o produto. Foto: Thinkstock



Leia tudo sobre: Tescoratocomprasdelivery

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas