Tamanho do texto

SÃO PAULO - O Banco Central do Zimbábue colocou em circulação três novas cédulas, incluindo a de 1 milhão de dólares zimbabuanos. A nova nota vale US$ 10 no câmbio do mercado negro.

Um pão custa 200 mil dólares zimbabuanos (US$ 2) no país do sul da África, sendo que o salário médio de um zimbabuano não consegue comprar mais do que três ou quatro itens básicos de consumo.

O Zimbábue ostenta o maior índice de inflação do mundo e sofre com uma crise política que já se alastra há anos. Dados oficiais apontam que ela chega a 2,2 milhões por cento ao ano. Estimativas independentes entretanto falam em até 300 milhões por cento. A nota mais alta emitida até agora é de 100 bilhões.

(Valor Econômico)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.