Tamanho do texto

A fabricante de eletrodomésticos norte-americana Whirlpool, que no Brasil possui as marcas Cônsul e Brastemp, obteve lucro de US$ 164 milhões (US$ 2,13 por ação) no primeiro trimestre deste ano, 141% maior que o de US$ 68 milhões (US$ 0,91 por ação) de igual período do ano passado. As vendas aumentaram 20%, para US$ 4,27 bilhões, e as margens brutas passaram de 14,7% para 15%.

A fabricante de eletrodomésticos norte-americana Whirlpool, que no Brasil possui as marcas Cônsul e Brastemp, obteve lucro de US$ 164 milhões (US$ 2,13 por ação) no primeiro trimestre deste ano, 141% maior que o de US$ 68 milhões (US$ 0,91 por ação) de igual período do ano passado. As vendas aumentaram 20%, para US$ 4,27 bilhões, e as margens brutas passaram de 14,7% para 15%. Analistas previam lucro de US$ 1,33 por ação e receita de US$ 3,79 bilhões. As vendas líquidas do grupo na América Latina somaram US$ 1,1 bilhão, um aumento de 65% em comparação com o primeiro trimestre do ano passado. Excluindo efeitos cambiais, o aumento foi de aproximadamente 40%. O lucro operacional somou US$ 167 milhões, em comparação com o de US$ 57 milhões do primeiro trimestre de 2009. A Whirlpool prevê que seus embarques em 2010 no Brasil vão aumentar cerca de 10%, em comparação com a previsão anterior de crescimento de 5% a 10%. De modo geral, "nossos resultados refletem a contínua inovação dos investimentos e a expansão da oferta global de produtos", disse o presidente e executivo-chefe da Whirlpool, Jeff Fettig. A empresa elevou sua previsão de lucro por ação para suas operações globais em 2010 em US$ 1,50, para algo entre US$ 8,00 e US$ 8,50. Analistas preveem US$ 8. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.