Tamanho do texto

A Bolsa de Nova York fechou em alta nesta terça-feira, impulsionada pela redução dos temores sobre a dívida de Dubai e por indicadores imobiliários favoráveis nos Estados Unidos: o Dow Jones ganhou 1,22%, atingindo seu mais alto nível no ano, e o Nasdaq avançou 1,46%.

O Dow Jones Industrial Average subiu 126,74 pontos, a 10.471,58, e o Nasdaq progrediu 31,21 pontos, a 2.175,81 unidades.

Já o índice ampliado Standard and Poor's 500 avançou 1,21% (13,23 pontos), a 1.108,86 unidades.

"Um punhado de fatores impulsionaram o mercado", especialmente a queda dos temores sobre a situação financeira em Dubai, "já digerida e avaliada de forma apropriada" pelo mercado, disse Craig Peckham, da Jefferies.

Além da queda da tensão envolvendo o caso de Dubai, que também beneficiou as Bolsas asiáticas e europeias, outro fator positivo foi o esforço de fomento do Banco Central Chinês, que se somou a série de índices favoráveis nos Estados Unidos.

No mercado de obrigações, o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos subiu a 3,244%, contra 3,201% na noite de segunda-feira. Os papéis a 30 anos fecharam a 4,241%, contra 4,194% na véspera.

mla/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.