Tamanho do texto

A Bolsa de Nova York fechou em alta nesta sexta-feira, depois de uma sessão oscilante, mas que terminou como a quarta seguida de uma série de altas registradas esta semana: o Dow Jones subiu 0,75%, e o Nasdaq, 0,38%.

O Dow Jones Industrial Average ganhou 53,92 pontos, a 7.223,98 unidades, e o Nasdaq, de alto componente tecnológico, avançou 5,40 pontos, a 1.431,50 unidades, segundo números definitivos do fechamento.

O índice ampliado Standard & Poor's 500, por sua vez, subiu 0,77% (5,81 pontos), a 756,55 unidades.

"O impulso é positivo a curto prazo, o que é importante em um mercado em baixa", considerou Art Hogan, da Jefferies.

"Aida não saímos do esconderijo, mas houve uma mudança notável na mentalidade do mercado esta semana, que se posiciona para a eventualidade de notícias positivas mais do que para notícias negativas", estimou Patrick O'Hare, do site Briefing.com.

Após vários meses de crise, o mercado permanece cheio de dúvidas, tentando determinar se já atingiu um novo piso ou se a tendência se inverteu.

"Voltamos quase ao nível de duas semanas atrás: não se pode dizer que haja uma disparada. Continuamos em queda de 17% em relação ao começo do ano, quando estamos apenas em meados de março", relativizou Hogan.

Os indicadores econômicos publicados nesta sexta-feira foram mistos. O déficit comercial dos Estados Unidos caiu em janeiro, mas esta evolução reflete principalmente uma deterioração do comércio com o resto do mundo.

O mercado obrigatório terminou sem direção definida. O rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos caiu a 2,885%, contra 2,892% na quinta-feira, e o dos títulos a 30 anos, a 3,672%, contra 3,635%.

mla/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.