Tamanho do texto

Por Caroline Valetkevitch NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores nos Estados Unidos caíram nesta quinta-feira, sob o peso de dados mostrando que o setor de serviços encolheu inesperadamente em novembro e pelo aumento do nervosismo um dia antes da divulgação dos números mensais sobre o mercado de trabalho.

As ações foram alvo de vendas mais fortes já próximo ao fechamento do pregão, com o recuo liderado pelo setor financeiro. Uma grande oferta de ações do Bank of America Corp's motivou preocupações de que outros bancos possam vender novos papéis e diluir títulos já existentes.

O índice financeiro do S&P caiu 2,1 por cento.

O Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 0,83 por cento, para 10.366 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,54 por cento, para 2.173 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,84 por cento, a 1.099 pontos.

Contudo, os papéis do Bank of America terminaram em alta de 0,7 por cento, ancorados no otimismo de que o plano da instituição de devolver 45 bilhões de dólares em empréstimos do governo livrará o banco de restrições governamentais, principalmente sobre pagamento a executivos.

No campo macroeconômico, um relatório do Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) mostrou que o índice do setor de serviços recuou a 48,7, indicando que esse grande componente da economia dos EUA experimentou contração no mês passado.

O número do ISM abateu a confiança um dia antes de os dados sobre os postos de trabalho e o desemprego referentes a novembro serem divulgados num importante relatório.

"Levando em conta o (número do) ISM de hoje e o rali dos últimos dias, deve haver algum nervosismo antes dos números sobre o desemprego de amanhã", afirmou Kurt Brunner, gerente de portfólio no Swarthmore Group, na Filadélfia, referindo-se ao mal-estar de Wall Street.

(Colaborou Leah Schnurr)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.