Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Volkswagen confirmou que estenderá de três para quatro anos a garantia para os motores 1.0 VHT dos carros Gol, Voyage e Fox produzidos desde abril de 2008, por conta dos problemas de deficiência de lubrificação gerada pelo óleo utilizado no primeiro abastecimento. Estima-se que mais de 420 mil veículos equipados com esse motor estejam em circulação atualmente. O problema já levou pelo menos 300 carros praticamente novos para as oficinas mecânicas.

Segundo nota divulgada ontem, "a ocorrência é provocada pela perda das propriedades de lubrificação do óleo, em função da ação do álcool combustível no tipo utilizado".

Devido ao problema, a Volkswagen voltará a usar o óleo especificado até abril de 2008, quando houve mudança visando "melhorar a eficiência e reduzir o consumo de combustível dos carros", segundo um porta-voz da Volks.

Segundo informações da Volkswagen, todos os carros cujos motores foram afetados pelo uso do óleo até então recomendado serão reparados. Haverá troca de peças e até mesmo do bloco todo, se for o caso. "Dependerá do que foi afetado", afirma o porta-voz da companhia.

Não haverá recall. A Volkswagen informa que só faz esse tipo de convocação para defeito que comprometa a segurança, o que não seria o caso deste. A estimativa da fábrica é que um em cada mil exemplares vendidos apresente o problema.

Especificação

A Volks ainda não decidiu se trocará o lubrificante de motores que não apresentaram problema. "Tomaremos essa decisão o mais rápido possível, mas ainda não temos um prazo", disse o porta-voz.

Ele não deixou claro se o óleo do primeiro abastecimento é o mesmo recomendado para a reposição. "É comum algumas montadoras usarem especificações diferentes. Já outras utilizam o mesmo desde o primeiro abastecimento" diz o engenheiro Paulo Garbossa, da consultoria ADK , especializada no setor automotivo.

Segundo o porta-voz da Volkswagen, os efeitos que o lubrificante causa no motor são perda de lubrificação, ruídos e desgaste de peças. A explicação é semelhante à de engenheiros automotivos ouvidos pelo Jornal da Tarde. De acordo com eles, um lubrificante que não é específico para um determinado propulsor causa exatamente esses sintomas.

"O nível do óleo baixa muito rápido", afirma um especialista. "Os ruídos, como os de válvulas batendo (relatados por diversos clientes) surgem porque os componentes apresentam problemas. Se o cliente ignorar os sintomas e não procurar a concessionária, o motor vai fundir."

(Com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre Volkswagen

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.