Tamanho do texto

A Rússia ampliou sua parceria estratégica com a Venezuela e concordou ontem em construir para o país latino-americano seu primeiro reator nuclear. O presidente russo, Dmitri Medvedev, deve assinar um acordo de cooperação nuclear com seu colega venezuelano, Hugo Chávez, durante sua visita a Caracas na próxima semana.

A perspectiva de um acordo nuclear entre Moscou e Caracas, após um aumento da atividade econômica, militar, política e de inteligência russa na América Latina, deverá preocupar os EUA e representar um desafio para o governo de Barack Obama. Chávez disse que o reator instalado no Estado de Zulia, leste do país.

Ele destacou que o projeto tem fins pacíficos. Apesar de suas abundantes reservas de petróleo, a infra-estrutura de energia da Venezuela é defasada e causa blecautes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.