Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) segue oscilando em território negativo, mas as vendas são menos acentuadas se comparadas ao período da manha. Por volta das 14h45, o Ibovespa perdia 0,83%, para 37.

580 pontos, com giro financeiro em R$ 1,36 bilhão.

Em Wall Street, o Dow Jones apontava queda de 1,13%, com os investidores reagindo aos resultados negativos da General Electric e Xerox. Em direção contrária, o índice composto Nasdaq subia 0,37%, revertendo as perdas do começo do dia.

Com as vendas perdendo força na Bovespa, o dólar também reduz o ganho ante o real. Há pouco, a divisa subia 0,64%, para R$ 2,346, depois de bater R$ 2,356 na máxima da manhã.

Segurando o Ibovespa em baixa, Petrobras PN caía 1,86%, a R$ 23,20. Atuando em direção contrária, Vale PNA apontava alta de 0,77%, para R$ 26,05.

Já as siderúrgicas continuavam perdendo valor. CSN ON caía 3,23%, para R$ 34,49, e Gerdau PN perdia 2,77%, a R$ 28,70.

Entre os bancos, Bradesco PN reverteu as perdas e subia 0,66%, para R$ 24,01, Itaú PN ganhava 0,17%, a R$ 22,79. Banco do Brasil ON ainda perdia 1,10%, a R$ 13,40.

Destaque segue com a ação ON da TIM Participações, que disparava 35,40%, para R$ 7,19. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou que a Telco, controladora da Telecom Itália SpA, deve fazer uma oferta pública de aquisição (OPA) pela TIM Participações. Pelo entendimento da CVM, a oferta é obrigatória, pois o controle da Telecom Itália mudou com a criação da holding Telco, que tem como investidores Telefonica, Intesa Sanpaolo SpA, Assicurazioni Generali SpA, e Mediobanca SpA. O papel PN da TIM ganhava 4,34%, para R$ 3,36.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.