Tamanho do texto

As vendas no varejo dos Estados Unidos declinaram em julho pela primeira vez em cinco meses, em 0,1%, informou o Departamento de Comércio. O declínio, porém, ficou abaixo do esperado por economistas, que era de queda de 0,4%.

A última vez em que as vendas caíram foi em fevereiro, quando recuaram 0,5%.

As vendas em junho foram revisadas para cima, para alta de 0,3%, ante aumento de 0,1% estimado anteriormente.

O que puxou para baixo as vendas totais do varejo em julho foi a fraca demanda por automóveis e peças, cujas vendas caíram 2,4%, após baixa de 2,1% no mês anterior. Os consumidores vêm evitando caminhões e utilitários e preferindo carros menores, mais eficientes em termos de uso de combustível.

As vendas no varejo excluindo automóveis subiram 0,4% em julho, em linha com o previsto por economistas. Em junho, as vendas aumentaram 0,9% nesse parâmetro. As vendas nos postos de combustível subiram 0,8% em julho, após alta de 4,0% em junho. Excluindo os postos, as vendas em todos os outros varejistas declinaram 0,2%. As informações são da Dow Jones.

Leia mais sobre comércio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.