Tamanho do texto

SÃO PAULO - Janeiro foi um mês de vendas menores e inadimplência em ascensão na capital paulista. Esse é o cenário traçado pelos levantamentos da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). De dezembro para janeiro, as consultas ao Serviço de Proteção ao Crédito (SCPC), um indicador de vendas a prazo caíram 19,8%, enquanto as consultas ao SCPC-Cheque, que mede melhor as compras à vista, caíram 41,6% no mesmo período.

Na comparação com janeiro de 2008 houve baixa de 6% no caso das vendas a prazo e recuo de 5% nas compras pagas à vista. A associação lembra, no entanto, que esse desempenho ocorre sobre uma base muito alta em 2008.

Chama mais atenção o avanço da inadimplência. A inclusão de novos registros no SCPC por atraso em pagamentos de carnês aumentou 9,5% na comparação entre os meses de janeiro deste ano e de 2008.

Já os cancelamentos, feitos quando a dívida é quitada, caíram 2,3% no mesmo período. No confronto com o mês de dezembro o desempenho também é ruim. O aumento na lista de devedores foi de 7,7% enquanto o cancelamento de débitos caiu 11,2%.

Alencar Burti, presidente da entidade, ressalva, entretanto, que esse nível de inadimplência ainda está muito distante de níveis históricos registrados há dez anos. Segundo ele, é preciso enfrentar a crise com "otimismo e prudência".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.