Tamanho do texto

As vendas de imóveis residenciais usados subiram 7,6% em abril, para a taxa anual sazonalmente ajustada de 5,77 milhões de unidades, informou hoje a Associação dos Corretores de Imóveis. Em março, foram vendidas 5,36 milhões de unidades.

As vendas de imóveis residenciais usados subiram 7,6% em abril, para a taxa anual sazonalmente ajustada de 5,77 milhões de unidades, informou hoje a Associação dos Corretores de Imóveis. Em março, foram vendidas 5,36 milhões de unidades. Originalmente, as vendas de março haviam sido estimadas em 5,35 milhões.

Economistas esperavam alta de 4,7% nas vendas de imóveis usados em abril, para 5,60 milhões de unidades. Em comparação a abril do ano passado, as vendas de imóveis usados subiram 22,8%. Os estoques de imóveis para a venda cresceram e os preços dos imóveis caíram.

Dois incentivos fiscais foram concedidos pelo governo aos compradores do primeiro imóvel há 15 meses. Ambos expiraram, o segundo deles ao fim de abril, provocando temores de que o mercado imobiliário sentiria o efeito do fim do incentivo. A ansiedade cresceu na semana passada, quando o Departamento do Comércio divulgou que, embora os gastos com construções tivessem crescido em abril, as permissões para futuras construções caíram fortemente.

Os estoques de imóveis usados subiram 11,5% ao fim de abril, para 4,04 milhões. Esse volume é capaz de abastecer a atual demanda durante 8,4 meses, acima dos 8,1 meses registrados em março. O preço médio das residências usadas era de US$ 173 mil em abril, 4% acima do registrado em abril do ano passado. Em março, o preço médio das residências era de US$ 169,6 mil. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.