Tamanho do texto

Queda ocorreu em toda a região metropolitana, que inclui a capital e registrou baixa de 29,5% nas vendas; lançamentos subiram 3%

A venda de imóveis novos na capital paulista, no primeiro semestre, registrou baixa de 31,3% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo relatório divulgado hoje pelo Sindicato de Habitação (Secovi). Entre janeiro e junho, foram vendidas 11.680 unidades na cidade de São Paulo, uma queda expressiva se comparada com as 17.005 comercializações nos primeiros seis meses de 2010.

No período, foram lançados 13.992 imóveis na cidade, o que representa alta de 3% em relação ao primeiro semestre do ano anterior. Do total comercializado, 80,4% se encontravam em fase de lançamento – os primeiros seis meses em que o imóvel é colocado à venda.

O desaquecimento nas vendas também foi registrado na região metropolitana de São Paulo, composta por 39 municípios – incluindo a capital do estado. Nela, foram vendidas 24.178 unidades no primeiro semestre, enquanto o mesmo período de 2010 teve 33.576 comercializações – a queda é de 28%. A participação da capital nesse total, que havia sido de 50,6% em 2010, chegou a 48,3%.

O segmento com mais imóveis vendidos foi o de dois dormitórios, que responde por 40,3% do total dos negócios, ou 4.708 unidades. Em seguida, vêm os domicílios de três dormitórios, com 29,5% das vendas, ou 3.441 unidades. Juntos, esses imóveis somam 69,8% do total vendido na cidade de São Paulo.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.