Tamanho do texto

Nos primeiros quatro meses do ano as vendas já somam 1,066 milhão de unidades, 18% a mais em relação a 2009

No primeiro mês sem a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), benefício concedido durante mais de um ano, as vendas de veículos novos caíram 21,4% em relação a março - que teve resultado mensal recorde -, mas foram 18,5% superiores aos volumes de igual período de 2009. Este também foi o melhor abril da história.

 Incluindo caminhões e ônibus, foram licenciados 277.882 veículos no mês passado. O recorde anterior para um mês de abril havia sido o de 2008, com 261.246 unidades. No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, as vendas somam 1,066 milhão de unidades, 18% a mais em relação a 2009 e também recorde para o período. Até então, o melhor quadrimestre era o de 2008, com 909,2 mil veículos.

 No mês passado, as montadoras mantiveram preços sem o repasse do IPI, pois tinham elevados estoques. O aumento para um modelo popular varia de 3% a 4,3%. Além disso, muitos consumidores que compraram carro no fim de março fizeram o licenciamento algumas semanas depois, portanto o registro só foi contabilizado em abril. Para maio, as montadoras trabalham com recuo maior nos negócios. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".