Tamanho do texto

SÃO PAULO - O nível de utilização da capacidade instalada (NUCI) da indústria de transformação paulista atingiu o patamar de 82,9% em outubro, com ajuste sazonal, maior do que aquele apurado um mês antes, de 82,8%. Em outubro de 2007, esse percentual era de 83,3%.

Os números foram apresentados pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e constam do Indicador de Nível de Atividade (INA).

Sem ajuste sazonal, o NUCI encerrou outubro em 83,9%, seguindo os 83,7% de um mês antes. Em outubro do ano passado, o indicador apontava utilização de 84,3% da capacidade instalada.

No 10º mês de 2008, sem ajuste, o setor que registrou o maior índice de utilização da capacidade foi o Coque, refino de petróleo, combustível nuclear e produção de álcool, com 98,5%, seguido por Metalurgia Básica (95,8%).

Em sentido contrário, a indústria com o menor nível de uso da capacidade foi a de Material eletrônico e equipamento de comunicação (71,1%), sucedida por Equipamentos de escritório e informática (75,2%).

(Murillo Camarotto | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.