Tamanho do texto

Objetivo é fazer com que altos executivos da empresa entendam como pensava e quais decisões tomaria Steve Jobs, morto nesta quinta

Steve Jobs, da Apple: universidade para ensinar os mais novos a tomar decisão
Getty Images
Steve Jobs, da Apple: universidade para ensinar os mais novos a tomar decisão
A Universidade Apple já ensina os funcionários da empresa como pensava e que decisões tomaria Steve Jobs, o fundador da fabricante do iPhone e iPad. A iniciativa já era uma preparação para a morte de Jobs , vítima de um câncer no pâncreas na noite desta quinta-feira, 5. É consenso que a Apple só foi salva da falência graças à visionária presença de Steve Jobs e a empresa tenta manter este espírito vivo.

Leia tudo sobre a morte de Steve Jobs .

A ideia foi apresentada numa reportagem especial da revista americana "Fortune" de setembro, sobre os bastidores da Apple. Criada em 2008, falava-se que seria igual a famosa Universidade McDonald's, na qual se aprende os segredos da linha de montagem de hamburger e o modo de administrar uma franquia da rede de lanchonetes.

No caso da Apple, a escola é interna. Não atende gente de fora, apenas funcionários da própria companhia de tecnologia. Ela é dirigida por Joel Podolny, ex-professor da Yale School of Management.

Podolny convidou personalidades de ponta para escrever sobre assuntos chaves da história da companhia. Gente como Andy Grove (Stanford Business School) e Tedlow Richard (Harvard Business School) foram chamados a escrever artigos.

O objetivo é fazer com que os altos executivos da Apple aprendam na universidade a filosofia da companhia, baseada em decisões tomadas por Steve Jobs.

Tim Cook, que assumiu as operações no lugar de Jobs, e Ron Johnson, diretor de varejo, também dão aulas.

Steve Jobs co-fundou a Apple em 1976 e deixou a empresa em meados dos anos 1980. Ao voltar em 1997, ajudou a revolucionar a companhia, criando uma das maiores empresas em valor de mercado do mundo com produtos que valorizam a inovação e o design.

Leia mais:

- Leia tudo sobre a morte de Steve Jobs

- Steve Jobs deixa o comando da Apple
- Ações da Apple recuam 4% após renúncia de Steve Jobs
- Apple enfrenta desafio de seguir revolucionária sem Jobs
- "Apple não vai mudar", diz novo CEO; e-mail para equipe vaza
- As criações de Steve Jobs
- As lições de inovação de Steve Jobs – e como aprender com elas