Tamanho do texto

Bruxelas, 19 abr (EFE).- O comissário europeu de Transporte, Siim Kallas, estimou hoje que o impacto econômico que o fechamento de grande parte do espaço aéreo da Europa terá para as companhias aéreas superará o provocado pelos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos.

Bruxelas, 19 abr (EFE).- O comissário europeu de Transporte, Siim Kallas, estimou hoje que o impacto econômico que o fechamento de grande parte do espaço aéreo da Europa terá para as companhias aéreas superará o provocado pelos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos. O Executivo comunitário informou que abriu uma investigação para determinar o valor das perdas e confia que terá uma primeira avaliação nesta semana, para poder "responder adequadamente à crise" e de forma coordenada. O comissário explicou, em entrevista coletiva, que para evitar que as consequências econômicas sejam cada vez maiores é necessário retomar os voos o mais rápido possível, mas sem perder de vista que a prioridade é "a segurança". Em relação aos direitos dos passageiros neste caso, a Comissão Europeia esclareceu que as companhias aéreas devem se encarregar das despesas de alojamento e alimentação das pessoas que optarem por manter os planos de viajar ou então reembolsar o preço do bilhete para quem desistir. EFE mrn/pd
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.