Tamanho do texto

Turbine seu Twitter com aplicativos gratuitos Por Filipe Serrano São Paulo, 11 (AE) - Nunca houve um hit na internet como o Twitter que fosse tão aberto. Hoje é possível twittar (escrever no Twitter) de qualquer lugar, não só pela página oficial na internet, mas também usando programas no computador, pelo celular , pelo navegador, por e-mail ou até mesmo diretamente do perfil do Facebook, e por aí vai.

É só escolher o jeito mais conveniente para dizer o que está fazendo, pensando, lendo, assistindo, sentindo...

Como o Twitter virou "a" ferramenta para se expressar instantaneamente na web, os usuários não precisam se limitar a enviar apenas textos. Outros sites, inspirados pelo sucesso do Twitter, funcionam junto com o serviço de microblogging e ainda permitem twittar vídeos, fotos, áudios, músicas. Existe até um tipo de Twitter para dizer "o que você está comendo", o www.tweetwhatyoueat.com (veja centenas de outros exemplos em http://twitter.pbwiki.com/Apps e em http://twurl.nl /2qdh0c).

Tudo isso porque o Twitter levou a sério o espírito do código aberto. Qualquer pessoa com conhecimento em desenvolvimento de sites pode criar ferramentas que utilizam a base do Twitter.

O brasileiro Migre.me é um ótimo exemplo. Criado há um mês, o Migre.me (assim mesmo http://migre.me) é um site que encurta links de outras páginas que os usuários publicam no Twitter. O melhor de tudo é que dá para acompanhar quais os links mais clicados. Ele também divide categorias de links de vídeos e fotos. Assim, você pode saber quais os vídeos e fotos mais vistos e replicados pela comunidade do Twitter.

"A ideia inicial era só criar um site para encurtar URLs e contar o número de cliques. Pensei que seria legal listar os mais clicados e juntar com o Twitter", conta o criador do Migre.me Jonny Ken Itaya, de 31 anos, que adora o Twitter e usa o site até para pedir dicas para comprar eletrônicos.

Outro site muito usado é o Twitpic (www.twitpic.com), que serve para enviar fotos para o Twitter. O Brasil já é o sétimo país que mais acessa o Twitpic, com cerca de 160 mil visitas por dia. A página chamou a atenção principalmente depois do acidente com o avião que pousou no rio Hudson, em Nova York, em janeiro. A primeira imagem do acidente a ser publicada foi feita por um usuário do Twitpic, que presenciou o acontecimento de perto, tirou uma foto com o celular e no mesmo segundo enviou para o site.

"Tinha um site de fotos e eu queria poder compartilhar minhas imagens no Twitter. Foi quando tive a ideia de fazer a página", diz o criador do Twitpic, Noah Everett, de 24 anos. A maioria das fotos são enviadas por celular, segundo ele.

E foi exatamente por causa de um celular que a apresentadora da MTV Mari Moon, veterana dos fotologs, virou uma das adeptas do Twitpic e do Twitter. "Comprei um iPhone e foi o motivo que faltava para ficar o tempo todo na internet. Eu só peguei a prática do Twitter com o celular", diz. A VJ chega até a enviar imagens do estúdio antes de iniciar as gravações e dá alerta aos seus seguidores de que o programa vai começar na TV. "Sempre gostei desse lado backstage e acho legal mostrar para as pessoas."
Mari Moon utiliza um programinha no celular para atualizar o Twitter, mas existem ainda outras formas de se expressar no Twitter. Dá uma olhada.

Se você, @leitor - essa é a linguagem para se referir aos usuários do Twitter -, já usa o serviço de microblogging pelo PC, uma dica é utilizar programas como o TweetDeck ou o Twhirl (veja ao lado). Se preferir integrar o Twitter no navegador Firefox, use plug-ins, como o TwitterFox, que alertam quando há novos "tweets".

E quem tem vontade de se aventurar na twittermania, mas ainda não entrou no site, veja a página seguinte para saber como ele funciona.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.