Tamanho do texto

A possibilidade de a Transpetro comprar 24 mil toneladas de aço naval na China deve parar na Casa Civil. Em meio a demonstrações de protecionismo ao setor ao redor do mundo, o Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS) questiona a iniciativa da estatal de transporte da Petrobrás, alegando que a medida prejudica a indústria nacional justamente em um momento de crise.

A entidade solicitou ontem reunião com a ministra Dilma Rousseff para discutir o assunto. O aço naval em questão será utilizado pelos estaleiros Atlântico Sul e Mauá no Programa de Modernização e Expansão de Frota.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.