Tamanho do texto

A Bolsa de Tóquio fechou em queda com a ressurgimento das preocupações sobre a dívida da Grécia, que fizeram o euro cair e prejudicaram as ações das empresas exportadoras, especialmente as que têm alta exposição aos mercados europeus, como Canon e Mazda Motor. O índice Nikkei 225 perdeu 102,95 pontos, ou 1%, e fechou aos 10.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561817000&_c_=MiGComponente_C

744,03 pontos.

As ações ficaram em queda desde a abertura, pois os investidores que no dia anterior haviam embutido nas cotações o alívio monetário dado ontem pelo Banco do Japão (BOJ, banco central do país) passaram a realizar lucros com algumas ganhadoras recentes. Indicadores técnicos mostravam que o mercado tinha se tornado sobrecomprado.

À tarde, o mercado estendeu suas perdas depois que a Dow Jones noticiou que a Grécia pode buscar ajuda financeira do Fundo Monetário Internacional (FMI) no fim de semana de Páscoa, uma vez que Atenas tem pouca esperança de receber socorro da União Europeia na próxima semana, segundo um membro de alto escalão do governo grego.

"Embora possa não haver um movimento agressivo de vendas, as preocupações com a valorização do iene estão ressurgindo", disse Hiroaki Kuramochi, diretor da Tokai Tokyo Securities. A notícia de que a Grécia pode buscar ajuda do FMI fez o euro cair para 123,25 ienes na rodada asiática, com os operadores se desfazendo da moeda europeia. As informações são da Dow Jones

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.