Tamanho do texto

Roma, 3 dez (EFE).- A Telecom Italia anunciou hoje a demissão de 4 mil empregados de sua matriz e o corte de suas previsões de crescimento de receita pela quinta vez em três anos, além de que centrará seus negócios em seu país-sede e no Brasil.

Os conselheiros da Telecom Italia se reuniram ontem por nove horas e escolheram Londres para apresentar hoje o novo plano de negócio da companhia a analistas.

Os empregados da Telecom Italia passarão de 64 mil a cerca de 55 mil até 2011, avaliou em comunicado o administrador Franco Bernabé.

Em setembro, a empresa firmou com os sindicatos a eliminação de 5 mil postos de trabalho por demissões voluntárias, aos quais se somaram as 4 mil dispensas anunciadas hoje pela operadora.

"Graças ao acordo assinado em 19 de setembro passado com os sindicatos até o fim de 2008 cerca de 2 mil pessoas deixarão o grupo, enquanto eram previstas 1.400 antes", acrescentou Bernabé.

As vendas em 2009 serão semelhantes às de 2008, segundo a empresa, que em março estimava que sua receita cresceria entre 1% e 2% no próximo ano.

"As condições de mercado tornaram necessária a redução do endividamento", assinalou Bernabé.

A dívida Telecom Italia chegou 35,770 bilhões de euros em setembro e a empresa quer reduzi-la em 5 bilhões de euros até 2011.

O objetivo é de chegar a uma parcela de 2,3% em relação ao indicador financeiro Ebitda (3% em 2008). EFE cps/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.