Tamanho do texto

Toronto (Canadá), 11 jul (EFE) - A economia canadense perdeu cinco mil postos de trabalho em junho, pela primeira vez no ano, o que colocou a taxa de desemprego em 6,2%, cerca de 0,1% superior à do mês anterior, disse hoje o organismo público Estatísticas Canadá (EC). No entanto, o EC destacou que a taxa de desemprego se mantém no menor patamar dos últimos 30 anos e que o emprego nos últimos 12 meses cresceu 1,7%, com a criação de 290 mil postos de trabalho. O temor no país é de que a crise econômica vivenciada nos Estados Unidos, o maior parceiro comercial canadense e que compra mais de 80% das exportações da nação, está começando a afetar o mercado de trabalho canadense. O EC apontou que o único setor que ganhou emprego em junho foi o de serviços profissionais, científicos e técnicos. No lado das perdas, os setores mais afetados foram construção, saúde e assistência social.

No setor da construção, que foi um dos motores de criação de emprego do país nos últimos anos, as perdas foram de 16 mil postos de trabalho, embora o órgão tenha destacado que, nos últimos 12 meses, o emprego no setor aumentou 7,2%.

O setor industrial, um dos mais afetados pela crise americana e a forte revalorização do dólar canadense, manteve o mesmo nível de emprego em junho deste ano, mas em relação a junho de 2007 registrou perda de 1,6%, ou 33 mil empregos.

Os salários aumentaram 4,4% em junho, o dobro que o crescimento do Índice de Preços ao Consumidor (IPC). EFE jcr/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.