Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os eventos domésticos centram a atenção na agenda de indicadores nesta quinta-feira

. O dia começa como Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), depois a Fundação Getulio Vargas (FGV) traz a confiança do consumidor. O ponto alto é a divulgação da taxa de desemprego pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A expectativa é de que a desocupação fique entre 6,1% e 6,2% em julho, após o 6,2% de junho. O dia também traz a Sondagem Indústria da Construção de julho, estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Está agendada ainda reunião mensal do Conselho Monetário Nacional (CMN). Na agenda externa, consta apenas a variação semanal nos pedidos por seguro-desemprego nos Estados Unidos. A semana acaba com o esperado discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Ben Bernanke, na conferência de política monetária de Jackson Hole. Na agenda de indicadores, destaque para a segunda revisão do desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA no segundo trimestre. (Eduardo Campos | Valor)

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.