Tamanho do texto

Um dia depois de o presidente Lula ter classificado de terrorista a atitude da oposição de levantar suspeitas sobre a saúde financeira da Petrobras, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) voltou ontem ao Senado para reafirmar que a estatal vive uma crise de caixa. Municiado de dados sobre o aumento de gastos da Petrobrás, Tasso criticou o governo que tentou desqualificá-lo, segundo disse, para ocultar a situação real da empresa.

O senador disse que o preço da gasolina brasileira supera o de muitos países porque tem de se ajustar aos gastos de pessoal e outras medidas adotadas pela administração da estatal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.