Tamanho do texto

A Sony Corp anunciou que pretende cortar 5% de sua força de trabalho, ou 8 mil de seus funcionários, e fechar 10% das 57 fábricas de seus principais produtos, como TV, câmeras e computadores. Com as medidas, a Sony quer economizar US$ 1 bilhão ao ano.

A companhia disse que, "posteriormente, irá ajustar os preços de seus produtos para minimizar o impacto da apreciação do iene", que tem prejudicado seu lucro e é um dos motivos das "abruptas e rápidas mudanças" anunciadas. O vice-presidente sênior da Sony, Naofumi Hara, disse que a empresa pretende elevar o preço de alguns produtos na Europa a partir de janeiro.

Segundo a companhia, os cortes de 8 mil funcionários, de um quadro de 160 mil, implicará o fechamento de pelo menos duas fábricas no exterior, incluindo a Sony Dax Technology Centre na França, que fabrica mídia para gravação. Ao todo, serão fechadas entre 5 e 6 de suas 57 fábricas. Os cortes de pessoal devem gerar uma economia anual de mais de 100 bilhões de ienes (US$ 1 bilhão) até o final do ano fiscal que termina em 31 de março de 2010.

A Sony não ofereceu detalhes sobre o impacto dos cortes no Japão, mas disse que a reestruturação de seus negócios no segmento de eletrônicos - o maior negócio da empresa, responsável por 80% de suas receitas - "ocorrerá em todo o país, incluindo as áreas administrativas".

A fabricante japonesa afirmou também que vai "restringir ou adiar parte de seus investimentos e reduzir ou sair de negócios que não são principais e lucrativos". Com isso, segue a empresa, haverá queda de 30% nos investimentos de capital no ano fiscal que terminará em março de 2010 em comparação ao previsto anteriormente.

O anúncio acontece um dia após a sul-coreana Samsung Electronics sinalizar redução de 30% em seus investimentos em 2009, para adaptar-se ao crescimento menor em seus embarques de computadores pessoais e TVs de tela plana. No mês passado, a também japonesa Panasonic surpreendeu com o anúncio de corte de 90% de sua meta de lucro líquido para o atual ano fiscal.

Em outubro, a Sony havia advertido que seu lucro líquido ficaria em torno de cerca de 150 bilhões de ienes no ano fiscal até março, menos da metade do registrado no ano fiscal de 2007. A Sony disse que irá detalhar o impacto total dos custos das medidas sobre seu lucro no atual ano fiscal no mês que vem, quando divulgar seu lucro do terceiro trimestre. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.