Tamanho do texto

WASHINGTON (Reuters) - O senador norte-americano Bernie Sanders disse nesta quarta-feira que estava apresentando um impedimento contra a nomeação de Ben Bernanke para um segundo mandato como chairman do Federal Reserve, o que poderá retardar o processo de confirmação. Se o impedimento não for retirado, a ação de Sanders, deputado independente de Vermont, fará com que os líderes do Senado não possam levar a nomeação de Bernanke para uma votação por consentimento unânime. Em vez disso, eles podem precisar de 60 votos a fim de considerar a nomeação.

Em um comunicado, Sanders criticou Bernanke, cujo atual mandato termina em 31 de janeiro, por fazer muito pouco para ajudar os norte-americanos comuns e agir muito facilmente em relação às grandes instituições financeiras.

(Reportagem de Tim Ahmann)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.