Tamanho do texto

A agenda de balanços internacionais desta semana traz entre os destaques os resultados financeiros da Procter & Gamble, de várias empresas do setor petrolífero - entre elas ExxonMobil, Chevron, Shell e BP - e das empresas do segmento químico DuPont e Dow Chemical. <b>Hoje</b>, apresentarão balanços Texas Instruments e Radioshack.

A agenda de balanços internacionais desta semana traz entre os destaques os resultados financeiros da Procter & Gamble, de várias empresas do setor petrolífero - entre elas ExxonMobil, Chevron, Shell e BP - e das empresas do segmento químico DuPont e Dow Chemical. <b>Hoje</b>, apresentarão balanços Texas Instruments e Radioshack. Analistas acreditam que a Texas Instruments anunciará lucro de US$ 0,51 por ação no primeiro trimestre e receita de US$ 3,13 bilhões, em comparação a um lucro de US$ 0,01 por ação e a uma receita de US$ 2,1 bilhões registrada em igual período do ano passado. Em sua projeção mais recente para os resultados financeiros deste ano, a companhia afirmou que houve um forte aumento da demanda por seus produtos. Na <b>terça-feira</b>, serão divulgados os balanços da 3M, da BP e da Dupont, além dos resultados financeiros da Electrolux, do Deutsche Bank e do Lloyds. No mesmo dia, a Renault apresenta os dados sobre as vendas do primeiro trimestre, enquanto Daimler e Ford apresentarão seus respectivos resultados financeiros para o período. No caso da DuPont, a expectativa do mercado é de um lucro de US$ 1,05 por ação e de uma receita de US$ 8,07 bilhões para o primeiro trimestre. Em igual período de 2009, a companhia registrou lucro por ação de US$ 0,54 e receita de US$ 6,87 bilhões. A Dupont anunciou em fevereiro esperar um aumento na demanda pela maior parte de seus produtos em relação aos níveis observados no ano passado e um crescimento de 10% nas vendas de seu segmento agrícola em 2010. Já a Electrolux deve sair de um prejuízo de 346 milhões de coroas suecas observado no primeiro trimestre do ano passado para um lucro de 609 milhões de coroas suecas, ainda que com um declínio de 2,5% na receita do período, para 25,20 bilhões de coroas suecas. Para a Renault, a previsão é de uma receita 25% maior do que a registrada pela empresa no primeiro trimestre de 2009, para € 8,82 bilhões. Analistas estarão atentos aos comentários da companhia sobre a perspectiva de vendas para o segundo semestre. Na <b>quarta-feira</b>, divulgarão balanços Visa, Shell, Dow Chemical, AOL, ConocoPhillips, GlaxoSmithKline, Goodyear, Infineon e o serviço de buscas online Baidu. Na <b>quinta-feira</b>, sairão os balanços da ArcelorMittal, da Procter & Gamble, da ExxonMobil e da Siemens, além dos resultados da AstraZeneca, da Bayer, da Bristol-Myers Squibb, da Bunge, da Burger King, da Colgate-Palmolive, da Repsol, da Sanofi-Aventis e da Potash. A Procter & Gamble deve anunciar um lucro de US$ 0,82 por ação e uma receita de US$ 19,51 bilhões para o terceiro trimestre fiscal, em comparação a um lucro de US$ 0,84 por ação e a uma receita de US$ 18,42 bilhões registrados no mesmo trimestre de 2009. A expectativa dos analistas para a ExxonMobil é de um lucro de US$ 1,36 por ação no primeiro trimestre, de US$ 0,92 por ação nos primeiros três meses do ano passado. O mercado espera a conclusão da fusão da companhia com a XTO Energy no segundo trimestre, operação que já foi aprovada pelas autoridades antitruste dos EUA, mas aguarda o voto dos acionistas da XTO. Na <b>sexta-feira</b>, a Chevron deve apresentar seu balanço do primeiro trimestre. A companhia estimou recentemente que apresentará um lucro superior ao obtido em igual período do ano passado, impulsionado pelos resultados das operações de produção e exploração - ambas beneficiadas pelos preços elevados das commodities. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.