Tamanho do texto

Os contratos novos de aluguel na cidade de São Paulo apresentaram alta média de 1,7% em abril em relação a março, conforme a Pesquisa Mensal de Locação Residencial, divulgada hoje pelo Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP). No acumulado de 12 meses, a alta é de 11,4%.

Os contratos novos de aluguel na cidade de São Paulo apresentaram alta média de 1,7% em abril em relação a março, conforme a Pesquisa Mensal de Locação Residencial, divulgada hoje pelo Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP). No acumulado de 12 meses, a alta é de 11,4%.

De acordo com a entidade, o avanço se deve a escassez de oferta em relação à demanda. O Secovi-SP ressalta que, para entender melhor os valores dos contratos em andamento, é preciso considerar outro indicador de variação de preços, de acordo com a fase do contrato.

Um contrato que fez aniversário em abril, por exemplo, foi reajustado conforme a evolução, nos últimos 12 meses, do ¿?ndice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), o indicador de inflação mais utilizado pelo setor. O índice serviu de base para corrigir contratos com aniversário em abril e pagamento no início de maio, com variação de 1,94%. Os contratos com reajuste anual em maio, por sua vez, terão aumento de 2,88%, conforme o mesmo índice.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.