Tamanho do texto

Presidente francês busca reformulação do sistema monetário internacional para garantir maior estabilidade

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, que assumirá em novembro a presidência do G20, quer convencer a China a participar em reuniões sobre a cotação do yuan, informam o jornal Financial Times e o site do Wall Street Journal.

Muitos países, em particular os Estados Unidos, reclamam que a cotação do yuan é inferior a seu valor real e exigem que Pequim valorize a moeda para reequilibrar a balança comercial.

Para a presidência francesa do G20, Sarkozy pretende reformar o sistema monetário internacional para garantir uma estabilidade maior. Para isso, pretende convencer o presidente chinês Hu Jintao a conversar sobre a taxa de câmbio, o que contribuiria para a coordenação mundial do tema.

No entanto, a questão do yuan não será discutida diretamente durante a reunião Ásia-Europa que começa na segunda-feira em Bruxelas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.