Tamanho do texto

O chefe de Estado francês Nicolas Sarkozy, presidente em exercício da União Européia (UE), afirmou nesta quinta-feira que os negociadores não conseguem fechar as contas para um acordo na OMC sobre a liberalização do comércio internacional e criticou o Brasil e a China por causa disso.

"Somos unânimes en Europa (...) para dezir que, no estado atual das coisas, as contas não fecham, que a Europa fez todos os esforços, que a Europa não pode continuar fazendo esforços se as outras grandes regiões do mundo não estiverem decididas a avançar", afirmou Sarkozy no Europarlamento, em Estrasburgo.

"O Brasil não fez nenhum esforço para baixar as tarifas alfandegárias na indústria; não há qualquer esforço nos serviços e o que se pode dizer do fechamento do mercado chinês?", acrescentou.

cat-ylf/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.