Tamanho do texto

Os saques realizados neste mês, até dia 10, nos multimercados correspondem a mais de 60% de toda a saída líquida (saldo entre aplicações e resgates) registradas na indústria de fundos brasileira. Os fundos já perderam R$ 7,462 bilhões em outubro, sendo que a categoria multimercado colaborou com uma saída de R$ 4,728 bilhões, de acordo com os dados mais recentes compilados pelo site financeiro Fortuna.

O valor dos resgates dos multimercados representa 2,84% do patrimônio total que possuíam no último dia de setembro. Os números de curto prazo estão sujeitos a alteração, já que pode haver atraso dos gestores na comunicação das informações à base de dados.

Os fundos de renda fixa perderam R$ 3,312 bilhões neste mês (1,27% do patrimônio), enquanto os de curto prazo registram resgates de R$ 1,978 bilhão (14,98% do patrimônio). As saídas dos fundos de ações somam R$ 235,7 milhões no mês (0,37% do patrimônio) e as dos referenciados DI, R$ 134,4 milhões (0,07% do patrimônio). Já os referenciados cambiais registram saques de R$ 11,6 milhões (1,60% do patrimônio).

Na última sexta-feira (10), os fundos brasileiros registraram aplicações líquidas de R$ 78,1 milhões, graças à contribuição dos fundos do poder público (direcionados especificamente para entidades vinculadas à União, aos Estados e aos municípios), que captaram R$ 1,777 bilhão neste dia.

Rentabilidade

Enquanto os fundos de ações acumulam uma rentabilidade negativa de 24,48% nos primeiros dez dias deste mês, os fundos cambiais registram um retorno positivo de 19,98%. Os referenciados DI rendem 0,31% e os de renda fixa, 0,23%, enquanto os multimercados amargam um retorno negativo de 0,42%, de acordo com o Fortuna.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.