Tamanho do texto

SÃO PAULO - A sul-coreana Samsung Electronics anunciou hoje investimentos de 23,3 trilhões de won (US$ 20,6 bilhões) nos próximos dez anos em tecnologias que incluem células solares e dispositivos médicos. A meta é ampliar as vendas, de forma a atingir uma receita anual de 50 trilhões de won (US$ 44,1 bilhões) em 2020 e criar cerca de 45 mil empregos no período. Atualmente, a companhia emprega 276 mil pessoas em todo o mundo, sendo 173 mil na Coreia do Sul, de acordo com Hwang Eun-ju, porta-voz da empresa.

SÃO PAULO - A sul-coreana Samsung Electronics anunciou hoje investimentos de 23,3 trilhões de won (US$ 20,6 bilhões) nos próximos dez anos em tecnologias que incluem células solares e dispositivos médicos. A meta é ampliar as vendas, de forma a atingir uma receita anual de 50 trilhões de won (US$ 44,1 bilhões) em 2020 e criar cerca de 45 mil empregos no período. Atualmente, a companhia emprega 276 mil pessoas em todo o mundo, sendo 173 mil na Coreia do Sul, de acordo com Hwang Eun-ju, porta-voz da empresa. Dos 23,3 trilhões de won em investimentos previstos, 8,6 trilhões de won (US$ 7,6 bilhões) serão direcionados à tecnologia LED (Light Emitting Diodes), que é um componente eletrônico capaz de transformar energia elétrica em luz, entre outras tecnologias. Outros 6 trilhões de won serão investidos no desenvolvimento de células solares, 5,4 trilhões de won em células recarregáveis para veículos híbridos, 2,1 trilhões de won em produtos biofarmacêuticos e 1,2 trilhão de won em equipamentos de saúde eletrônicos. O plano foi acordado em uma reunião na segunda-feira entre executivos das companhias de eletrônicos e do segmento de saúde do grupo Samsung. O presidente do Conselho, Lee Kun-hee, estava entre os participantes. Apesar da divulgação do plano de investimentos, a Samsung encerrou a sessão desta terça-feira com uma perda de 1,5% nas ações. (Karin Sato | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.