Tamanho do texto

O executivo-chefe da Rio Tinto, Tom Albanese, declarou hoje que ainda vê oportunidades para a companhia cooperar com a Aluminum da China (Chinalco). O relacionamento da mineradora com a China tem estado sob pressão desde a sua desistência do plano de aliança de US$ 19,5 bilhões com a Chinalco no início do ano, e também após as autoridades chinesas terem detido quatro funcionários da Rio Tinto.

Albanese enfatizou que as investigações sobre as acusações contra os empregados do grupo já foram estendidas por mais um mês e que a companhia respeita o sistema legal chinês. "Nós ainda não sabemos quais acusações serão apresentadas", disse o executivo. Albanese disse que a China é agora o maior cliente da Rio Tinto e um foco pessoal para ele no próximo ano será fortalecer o relacionamento da companhia com o país. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.