Tamanho do texto

O estaleiro Rio Nave (RJ) venceu a licitação para construir cinco navios de produtos da segunda fase do Programa de Expansão e Modernização da Frota da Transpetro (Promef), por US$ 268,5 milhões. Único estaleiro a disputar a primeira fase do Promef sem levar nenhum lote, o Rio Nave disputou esta licitação com o estaleiro Mauá.

O estaleiro Rio Nave (RJ) venceu a licitação para construir cinco navios de produtos da segunda fase do Programa de Expansão e Modernização da Frota da Transpetro (Promef), por US$ 268,5 milhões. Único estaleiro a disputar a primeira fase do Promef sem levar nenhum lote, o Rio Nave disputou esta licitação com o estaleiro Mauá. Em nota à imprensa, a Transpetro, braço logístico da Petrobrás, informou que o Rio Nave foi declarado vencedor apenas após a conclusão de negociação direta. Os cinco navios licitados são de 30 mil toneladas de porte bruto. Conforme estabelecem as regras do Promef II, a construção dos navios deve respeitar um índice mínimo de nacionalização de 70% na utilização de mão de obra e na compra de equipamentos e serviços. A partir dessa encomenda, diz a Transpetro, serão gerados até 2,5 mil novos empregos diretos no Rio de Janeiro. Para a realização da obra, no entanto, o Rio Nave precisará fazer obras de modernização em suas instalações na área em que funcionava o antigo estaleiro Caneco, no bairro do Caju, região portuária do Rio. As instalações hoje são usadas para reparo naval e construção de embarcações de apoio a plataformas de petróleo. Investimentos. Lançado em 2004 em duas fases, o Promef prevê a construção de 49 navios, num total de 4 milhões de toneladas de porte bruto. Com o resultado da licitação vencida pelo Rio Nave, sobe para 46 o número de embarcações já licitadas. Deste total, 33 já foram contratadas por estaleiros nacionais, em um processo que sustentou investimentos em novos canteiros ou modernização dos existentes. O Mauá, por sua vez, ainda está negociando a encomenda do lote 3 da segunda fase do Promef, que prevê a construção de três navios de combustíveis claros. Completam esta fase outros sete navios já arrematados pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Pernambuco. O primeiro navio do programa, um Suezmax com capacidade para transportar 1 milhão de barris de petróleo, será lançado ao mar no próximo dia 7 de maio, no Estaleiro Atlântico Sul, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Este será o primeiro navio petroleiro construído no Brasil a ser entregue ao Sistema Petrobrás após 13 anos. O segundo lançamento (um navio de produtos) será em junho, desta vez no Estaleiro Mauá, em Niterói (RJ). A Transpetro reforçou que, diante das expectativas de aumento na produção nacional de petróleo, principalmente na área do pré-sal, já estuda o lançamento de uma terceira fase do Promef. A empresa não informou, no entanto, o número de navios que deverão ser encomendados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.