Tamanho do texto

Conselho deve confirmar em 4,5% a meta de inflação para 2012 e 2013

O dado mais esperado desta quinta-feira, que é o índice de atividade industrial na China, só será conhecido à noite. Então, a tomada de posições nos mercados ao longo do dia terá de refletir outros eventos.

O dia começa como uma estimativa de inflação ao consumidor da zona do euro agora em junho. Depois, a Fundação Getulio Vargas (FGV) traz sua Sondagem da Indústria de junho e o Banco Central (BC) apresenta o resultado primário e a relação dívida/PIB.

Ainda pela manhã, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) de junho.

A agenda local reserva, também, o encontro do Conselho Monetário Nacional (CMN). Nesta reunião, será confirmada a meta de inflação de 2012 e fixada a meta de 2013. Não estão previstas alterações.

O Banco Central (BC) deverá continuar perseguindo uma meta com centro em 4,5% e banda de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Nos Estados Unidos, sai o índice de atividade na região de Chicago. Está prevista redução de 56,6 pontos para 54 pontos. Os agentes também conhecem a demanda semanal por seguro-desemprego.

Na sexta-feira, os agentes reagem ao índice de atividade na China e conhecem a produção industrial brasileira de maio. Nos EUA, são destaques o índice de confiança do consumidor e o indicador de atividade industrial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.