Tamanho do texto

A Redecard pretende capturar todas as transações da Hipercard em um ano. Ontem, as empresas anunciaram uma parceria para o início da captura destas transações.

A Redecard pretende capturar todas as transações da Hipercard em um ano. Ontem, as empresas anunciaram uma parceria para o início da captura destas transações. Segundo o presidente da Redecard, Roberto Medeiros, o processo terá início no mês que vem, provavelmente com mais intensidade nas regiões Sul e Nordeste. "Vamos começar e aperfeiçoar, para poder depois acelerar o processo", disse ele hoje, em teleconferência com a imprensa. Segundo o executivo, a Hipercard é a maior bandeira do Brasil, com 470 mil estabelecimentos credenciados e mais de 13 milhões de cartões emitidos, com participação de mercado de 8%. A parceria elevará o número de bandeiras no portfólio da Redecard para 17. "Seria impensável para a Redecard ter sucesso nas regiões Nordeste e Sul sem esta parceria, porque a Hipercard tem grande aceitação nestas regiões", disse. Medeiros não informou o impacto que o acordo terá na receita da companhia, mas destacou que o acordo não prevê nenhum valor a ser pago pelas empresas. "Não há compra, venda ou leasing envolvido", disse. Segundo ele, a parceria demandará apenas investimentos em tecnologia, mas isso já estava previsto no programa de investimentos da Redecard para 2010. O presidente da Hipercard, Ivo Vieitas, afirmou que os reguladores do mercado têm incentivado a consolidação da infraestrutura do setor para permitir maior eficiência e redução de custos para os lojistas. "A parceria vai permitir a aceitação do cliente da Hipercard em mais estabelecimentos", disse. A base de equipamentos de ponto de venda (terminais POS) instalados pela Redecard no Brasil somou 1,014 milhão no final do primeiro trimestre de 2010, alta de 15% ante o mesmo período do ano passado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.