Tamanho do texto

"Ainda há contradição entre a melhora no mercado de trabalho e a velocidade da recuperação como um todo", afirma Bernanke

A recuperação econômica dos Estados Unidos tem impulsionado os lucros mais que os salários, o que pode ser o motivo de muitos norte-americanos ainda estarem inseguros com as perspectivas, disse nesta quinta-feira o chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA cresceu 3% no quarto trimestre , mas dados divulgados nesta quinta-feira apontaram uma estagnação no gasto do consumidor. "A parcela dos lucros sobre o PIB está incomumente elevada, a fatia de renda dos assalariados está menor que o normal", afirmou Bernanke a parlamentares.

Bernanke reiterou aos parlamentares em um segundo dia de pronunciamento que tem preocupações de que o rápido declínio da taxa de desemprego possa não ser sustentável.

"Ainda há um pouco de contradição entre a melhora no mercado de trabalho e a velocidade da recuperação como um todo", disse. "Você ainda tem um gasto com consumo crescendo de forma relativamente fraca."

Defendendo a política monetária expansionista do Fed, Bernanke disse que as medidas de estímulo heterodoxas estão afastando a possibilidade de deflação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.