Tamanho do texto

As estradas brasileiras estão esburacadas, mal conservadas e se transformaram, em alguns casos, em verdadeiros caminhos para a morte. No entanto, de 2001 a 2009, cerca de R$ 30 bilhões de recursos arrecadados pela Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), que podem ser utilizados na recuperação, manutenção e ampliação de rodovias, ficaram simplesmente entesourados pela falta de projetos qualificados.

Para evitar que essa dinheirama fique parada, a Fiesp e a Petrobras farão uma reunião hoje, com a participação de empresários da chamada cadeia do asfalto, visando um melhor planejamento do setor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.