Tamanho do texto

Pelo menos nove pessoas foram detidas no centro da China durante manifestações motivadas por um escândalo financeiro, informaram as autoridades locais nesta sexta-feira.

A indignação da população teve início na quarta-feira em Jishou, na província de Hunan, e cresceu na quinta-feira, quando os manifestantes chegaram a impedir o tráfego de automóveis e trens.

Os manifestantes querem a intervenção das autoridades para que sejam restituídas do dinheiro que pagaram a uma empresa local durante uma arrecadação de fundos ilegal, que está sendo investigada.

Segundo o Centro de Informação sobre os Direitos Humanos e a Democracia de Hong Kong, os protestos chegaram a reunir 10.000 pessoas.

O governo local informou ter adotado medidas para dispersar a multidão e que prendeu nove manifestantes "que violaram a lei".

Já o Centro de Informação destacou que 20 pessoas foram detidas e 50 ficaram feridas.

mbx-jg/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.