Tamanho do texto

Avaliações internacionais semelhantes à realizada pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste) obtiveram resultados bem diferentes, conta a química Marina Jakubowski. A maioria dos fabricantes é de empresas internacionais.

Testes realizados por laboratórios de outros países apontam que, lá fora, os mesmos protetores são bem avaliados. O que demonstra que eles (empresas) têm a fórmula, mas, fora o nome, os produtos comercializados aqui não são os mesmos."

Por melhor que seja um filtro solar, alguns cuidados são necessários para garantir a fotoproteção. Pesquisa divulgada pelo Estado na semana passada revelou que quantidades insuficientes do produto reduz o FPS a menos da metade. Os fabricantes recomendam que se aplique 2 miligramas por centímetro quadrado do corpo, algo como uma xícara de café cheia. Dermatologistas alertam que é preciso reaplicar o protetor pelo menos a cada duas horas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.