Tamanho do texto

Washington, 16 jan (EFE).- A produção das fábricas, minas e unidades de serviços públicos dos Estados Unidos caiu 2% em dezembro em relação ao mês anterior, segundo informou hoje o Federal Reserve (Fed, banco central americano).

Os analistas esperavam que a queda ficasse entre 0,8% e 1%, mas os dados publicados mostram o dobro das previsões.

O Fed também revisou a queda que aconteceu em novembro, que finalmente ficou em 1,3%, em vez de 0,6% anunciada.

Assim, a produção industrial sofreu baixa de 1,8% no conjunto do ano, frente à queda de 1,7% registrada em 2007.

Este é o pior dado desde que em 2001 caiu 3,4%, ano no qual os Estados Unidos tiveram outra forte recessão.

Segundo os analistas, estes dados refletem a carga que representa para os fabricantes a crise financeira, de crédito, e no setor de habitação.

A produção das fábricas, que equivale a 80% da do setor industrial, caiu 2,3%, liderada por uma queda de 7,2% na fabricação de veículos automotores e peças.

A indústria de bens duráveis, que inclui automóveis, móveis e artigos eletrônicos, caiu em dezembro 4,7%.

Quanto às empresas de serviços públicos, estas tiveram queda de 0,1%, após ter aumentado 1% em novembro.

No que se refere à produção mineira e energética, que inclui as plataformas de perfuração de petróleo, apresentou caiu 1,6% ao contrário do aumento de 2,2% do mês anterior.

O uso da capacidade das plantas de produção caiu de 75,2% em novembro para 73,6%, e foi 7,4 pontos percentuais menor da média registrada entre 1972 e 2007.

As indústrias relacionadas com a construção de casas e de automóveis foram especialmente afetadas pela recessão.

Companhias como General Motors Corp. e Chrysler LLC tiveram que recorrer a um plano de resgate financiado pelo Governo para poder reorganizar suas operações. EFE elv/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.